A NATUREZA AVISANDO

O ser humano não tem o hábito de ler as mensagens da Natureza

A Natureza tem avisado-nos, há tempos, que o nosso planeta está se aquecendo além do limite que nos foi permitido.

Não há dúvidas que o ser humano alcança, sistematicamente, vitórias na saúde, permitindo, por exemplo, que a vida se estenda algumas décadas a mais daquelas há séculos pretéritos; na tecnologia, dando-nos a condição, pinçando, tão somente, um tema, à comunicação global e instantânea, além, evidentemente, de outras vertentes à existência do ser humano. Todavia, por mais avisado por diversos órgãos, sejam estes governamentais ou particulares, tem-se negligenciado o alerta que o planeta nos tem dado em relação à mudança climática.

O Partido Capitalista Popular – PCP -, embora novo no cenário político nacional, não se furtaria a apresentar sua solidariedade ao povo-irmão do estado do Rio Grande do Sul.

Os desastres ambientais ocorridos, não só no território gaúcho, mas temo-los em todo planeta, aponta-nos que o Ponto de Equilíbrio da Natureza nos é hoje, sem qualquer dúvida, hostil, quem a tal fato não estiver atento passará à história, se esta ainda existir, como aquele que tem carência de observação à realidade da mudança climática.

Hoje, não se deve apontar responsabilidades àqueles que negligenciaram os alertas dados, mas, tão somente, somar esforços, dos governos municipais, estadual e federal a, de forma primeira, salvar vidas e, em momento não distante, à reconstrução de mais de 340 cidades gaúchas afetadas pelas águas, algumas, lamentavelmente, em sua totalidade, arrasadas.

O PCP lamenta que haja pessoas se aproveitando deste momento e ao invés de colaborarem com o salvamento e reconstrução apontem eventuais equívocos existentes, esquecem que só erra aquele que faz, quem não faz não erra, será difícil compreender?

Há de tomarmos absoluta atenção que enquanto os governos, quando aponto estes são aqueles que estão em todo planeta, não tomarem consciência de que o clima está se elevando a atingir um ponto sem retorno, a solução, melhor dizer, a salvação global, não ocorrerá.

Há inúmeras metas a serem atingidas pelo PCP, dentre estas a luta em proteção ao meio ambiente é de importância impar a ladear, jamais priorizar, as demais que, conjuntamente, pois isoladamente não haverá harmonia para o mundo, atinjamos a necessária proteção às gerações vindouras.

Como sugestão o PCP faz a seguinte análise: há no Brasil 5.570 municípios, se, pelo menos, 5.000 doassem ao governo gaúcho R$ 10.000,00 teríamos uma colaboração de R$ 50.000.000,00, não resolveria a totalidade do problema que hoje se nos coloca sobre a mesa, mas daria uma grande ajuda àquele já sendo concretizado.

O Partido Capitalista Popular – PCP – se põe à disposição, dentro de suas possibilidades, dos governos municipais, estadual e federal a colaborar, deixando claro que participará na reconstrução do Rio Grande do Sul.

Campello de Oliveira

Vice-presidente Jurídico do Partido Capitalista Popular – PCP

Agenor Candido

Presidente Nacional do Partido Capitalista Popular – PCP