POR QUE MAIS UM PARTIDO POLÍTICO?

Pelo Nacionalismo, pela Iniciativa Privada, promovendo o Desenvolvimento Coletivo e Prosperidade Individual!

POR QUE MAIS UM PARTIDO POLÍTICO NO BRASIL?

Os fundadores do Partido Político (PCP) acreditam no Projeto de Nação denominado de BRAZIl FORMATADO (com Z), proposto pelo seu autor. Entendemos que o Brasil está passando por um momento crítico em sua história, e que é preciso, unir forças para enfrentar os desafios que se apresentam. Acreditam também que a construção de uma sociedade justa, igualitária e solidária só será possível com a participação ativa da população. Por isso, criaram mais um partido político, visando contribuir para o avanço do País.

O NOME DO PARTIDO JÁ NÃO É UMA INCOERÊNCIA?

O nome foi propositalmente colocado e é uma provocação para o exercício do pensamento. Segundo Aurélio (dicionário), capitalista é aquele que vive de renda de um Capital. O que entendemos, é que todos têm direito a riqueza e ao optar pelo capitalismo popular nos aproximamos desta a prosperidade.

Conceitualmente todo aquele que renuncia a um emprego, seja público ou privado e escolha o empreendedorismo, ainda que tenha uma simples carrocinha de cachorro-quente, amanha a partir de seu sucesso pode muito bem se tornar um milionário, e existem comprovadamente fatos que sustentam este argumento. Ainda existem os liberais e os diferenciam-do-se, novamente, a competência para o êxito.

Para ser capitalista no conceito conservador, o cidadão teria que ter nos EUA, no mínimo, um Milhão de Dólares ou cinco milhões de reais no Brasil, lá sem a inflação daqui a cem anos o capital ainda resistiria, já aqui não existira nem um centavo (custo Brasil).

O outro motivo do nome, seria o de quebrar a intolerância dos detentores do poder público, ao trazer para a discussão o capital público, hoje tratado como um segredo de estado pelos oligarcas. O dinheiro público é de todos nós e tem que ser tratado de forma; pública, explícita e transparente.

QUEM É O PRESIDENTE NACIONAL DO PCP?

Agenor Candido Gomes, empresário, filósofo e cientista político, foi o consultor para a fundação de seis partidos. Decepcionado por não testemunhar a prática da pregação, ele intendeu que a verdadeira mudança só poderia ser alcançada através da reeducação sem as patrulhas ideológicas que tenha um ponto final, encerrando obtusamente a discussão sadia. Foi assim que ele fundou o Partido Capitalista Popular. O PCP é um dos únicos partidos que apresentam uma proposta concreta a partir de um Projeto de Nação, complexo, mas que cria no seu entender os antídotos para a prática maligna enraizada através da cultura do roubo.

QUAL A IDEOLOGIA DO PARTIDO?

O Partido defende a filosofia Relativista como ideologia sem um ponto final, que encontrada nas outras onde o pensamento alheio é descartado, não pode ser considerado e a palavra de ordem é amém. O PCP, ao integrar o; Capitalismo, o Ser Humano e a Iniciativa Privada como um corpo simbiótico, determinamos o extermínio da corrupção.

Acreditamos que cada um de nós, tem o direito de viver em uma sociedade justa e relativa, com direitos e deveres aflorados e honrados. Todos possam desenvolver seu potencial pleno. Nós queremos que as regras sejam seguidas e que as pessoas tenham as oportunidades que precisam para crescer.

O PARTIDO É DE DIREITA, CENTRO OU ESQUERDA?

O Partido é de Direita Relativista.

Em síntese, qual a proposta do Partido?

Entendemos que precisamos acabar com a cultura do roubo, que iniciou na colonização (com a derrama), consolidou-se nos governos seguintes, aflorou nos regimes autoritários e se perpetua até hoje por homens sem Honra. Quebrar este conceito enraizado, somente poderemos ter êxito, se começarmos pela separação dos Poderes (instituições se contaminaram pelo processo administrativo que favorece a barganha do “toma lá dá cá”).

O Brasil tem jeito, e acreditamos nisto, pois, a maioria das pessoas de bem, são honestas, uma minoria militante da política suja, sem preparo, sem cultura e sem honra, tomaram os poderes de assalto e rasgaram a constituição. A solução é simples; atacar impiedosamente a corrupção, ter um Projeto de Nação moderno, adequado a nossa vocação e implantar a reengenharia estrutural da administração pública, usando a tecnologia fractal.

QUAIS OS TÓPICOS MAIS POLÊMICOS QUE O PARTIDO DEFENDE?

CONSTITUIÇÃO – Convocação para um nova constituinte orientada para o princípio contumaz.

CONSTITUINTES – Constituintes originários dás; ONG e OSCIPs, organizados em 1/5 dos estados e representantes eleitos (apenas para esta constituição)

PODERES LEGÍTIMOS – Todo o poder emana do povo. Criação de seis poderes autônomos e harmoniosos entre si eleitos indiretamente entre os seus pares. O Poder Executivo representa a república, sendo eleito de forma direta com a extinção de todos os ministérios.

REORGANIZAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA NACIONAL – Unificação e restruturação das polícias: federais, estaduais e municipais. Criação das Guardas Federais: Nacional, Marítima, Fronteira e Aérea.

PROCESSO ELEITORAL – O processo eleitoral, em nosso entender, é o que mais impacta a vida de todos os brasileiros, e dentro deste cenário real, é onde acontece, pela falta de; preparo, cultura e incompetência dos detentores temporários do poder consignados pelo povo (deputados e senadores), gerando assim incertezas em todas as áreas da sociedade.

Urge a necessidade da reforma deste a partir inicialmente da mudança da responsabilidade para, eleger o Poder Social como gestor do processo a partir dos seguintes protocolos;

  • Desobrigação do voto – Não existe democracia obrigado
  • Candidatura independente – Todo eleitor tem o direito de ser votado.
  • Escrutínio com voto eletrônico e contraprova impressa – Chega ser infantil a discussão deste tema.
  • Voto distrital – Dá ao eleitor o direito de julgar seu candidato.
  • Eleições descasadas – Só aprenderemos o que é democracia votando todos os anos.
  • Emancipações será valido apenas os votos do perímetro objeto da consulta – A minoria tem que ter direito de liberdade.
  • Proporcionalidade para senadores, estados com menos de 1.000.000 de eleitores, se elegerão, via federações. – Um estado com 600.000 habitantes não pode ter três votos, igual a SP com 12.000.000 de habitantes a considerar esta equação SP então deveria ter 60 Senadores
  • Eleições diretas municipais para: Juiz da Comarca, Promotor de Justiça, Defensor Público, Delegado, Juiz Tutelar e Ouvidor Popular.

RECEITA FEDERAL – Fim da Declaração do Imposto de Renda, o estado tem a obrigação de saber: quem, quando, quanto deve a União e cobrar. A Federação é o único coletor de impostos, que será cobrado na fonte em tempo real e repassado para os entes federativos, nas seguintes proporções; 1% para a União, 2,5% para os Estados e 6,5% para os municípios únicos geradores.

AUTONOMIA DOS ESTADOS FEDERATIVOS – Devolução ao estado todo aparato usurpado pela federação. Devolução ao estado de autonomia: Administrativa, Judiciária, Econômica, Social e Integrativa. Instituições financeiras não mais serão socorridas pela República.

PRIVATIZAÇÕES – Privatização de todas as instituições Federais; públicas ou mistas que visem lucro e concorram com a iniciativa privada.

EXTINÇÃO DE INSTITUIÇÕES FEDERAIS – Extinção das instituições federais por desvio de funções: TSE, TRE, IBGE, TCU, Autarquias, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, e outras

PARTIDO ACEITA A COLIGAÇÃO OU FEDERAÇÃO?

O partido acredita que ambas ações, cometem crime ético e estelionato eleitoral, vetando assim os dois atos.

QUAIS OS MAIORES ALCANCES SOCIAIS DO PARTIDO?

ALIMENTAÇÃO – Isenção total de impostos dos gêneros alimentícios da cesta básica nacional – A fome é o maior ato de violência ao ser humano.

SAÚDE – Todo o atendimento de saúde será prestado por instituições privadas e pagas pelo estado – Isenção total de impostos dos remédios básicos e dos processos envolvidos

EDUCAÇÃO – A educação será prestada pela iniciativa privada e paga pelo estado — A eficiência começa pela educação, passa pela cultura e se curva a arte. Reorganizando-a a partir de três níveis; básico, fundamental, técnico e superior.

ASSISTÊNCIA SOCIAL: Toda assistência social emergencial, somente poderá ser prestada pelos municípios onde o cidadão habita – Em caso de catástrofe os recursos virão do fundo específico gerido pela União

INDENIZAÇÃO REPARATÓRIA — Indenização reparatória, alcançara todos os brasileiros pelos serviços não prestados — os recursos serão oriundos da privatização total e recursos minerais, serão encaminhados para o FUNDO SOBERANO DO POVO BRASILEIRO — A ser criado, e administrados pelos seus cidadãos distribuídos imediatamente de forma única proporcional mensalmente. Os menores receberão 1/3 do valor até a sua maior idade, e interditados serão destinados estes recursos as entidades provedoras. Este cálculo hoje é de que a cota pessoa será paga R$ 4.000,00/mensais.Editar